13
Jun
260568360114559

Meu celular quebrou, o que fazer?


Será que vale a pena enviar um celular quebrado para o conserto?

E essa pergunta é frequente, pois o reparo de um celular pode chegar a custar o preço de um aparelho novo, dependendo do modelo e do ponto que está quebrado. Mas, cada caso é um caso, o melhor, antes de abandonar o celular, é o proprietário avaliar se é viável enviar o aparelho para a assistência técnica (principalmente no caso de celulares que estão fora da garantia ou no caso de avarias não cobertas pela garantia).

Há reparos simples, que são executados rapidamente pelas assistências técnicas, e outros mais complicados e delicados. Em alguns casos, o celular simplesmente trava, e a assistência precisa apenas formatar e reinstalar o sistema operacional (o custo desse tipo de reparo é de cerca de 10% do valor do aparelho).

Já as telas quebradas são recordistas de ocorrência – em algumas assistências, correspondem a cerca de 70% dos reparos solicitados pelos clientes. Solicitar a troca da tela pode custar cerca de 40% do valor de um novo, portanto, é importante avaliar se compensa realizar o conserto (ou se é mais vantajoso enviar o celular para a reciclagem e comprar um novo). Já quando o aparelho é muito barato, simples ou antigo, os reparos não costumam ter valores elevados, ficando a critério do proprietário arrumar ou não.

No caso dos aparelhos antigos conta também a disponibilidades das peças, algumas se tornam mais difíceis de encontrar.

Fique de olho, pois caso você apenas queira mudar de aparelho e não sabe o que fazer com seu smartphone antigo, muito em breve você conseguirá fazer um orçamento conosco da Redial, e quem sabe, ganhar um dinheirinho para ajudá-lo a comprar seu novo aparelho.

E se estiver procurando um smartphone com um preço super bacana, conheça mais sobre comprar smartphones seminovos na Refone!

Notícias Relacionadas